Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mães mais que [im]perfeitas

A mãe também chora!

Quantas vezes chorei, quantas vezes senti que não estava à altura do enorme desafio que é a maternidade.

 

Quantas vezes a olhar para o berço e a vê-lo dormir me perguntei se seria capaz de o educar e de o preparar para a loucura que é o mundo.

Quantas vezes quis que este ou aquele momento fossem para sempre.

 

Como desejo que o tempo pare e que ele seja para sempre pequeno.

Que ele continue a dar abraços apertados e beijinhos até doer a cara.

 

Ser mãe torna-nos mais sensíveis e mais fortes ao mesmo tempo.

Dá nos uma percepção diferente da vida, muda-nos hábitos e prioridades.

Torna-nos mais agarrados a momentos e menos ligadas aos bens materiais.

 

Acima de tudo a maternidade torna-nos mais bonitas por fora e por dentro.

Torna-nos mais completas mas também mais inseguras de nós próprias.

 

Quantas vezes estamos rodeadas de gente e nos sentimos completamente sozinhas, desamparadas e postas de parte?

 

Quantas vezes precisávamos, e ainda precisamos, de um pouco de atenção?

 

Quantas vezes também nós precisamos de colo e carinho?

 

Somos mães, somos mulheres, somos esposas e somos profissionais.

 

Mas a cima de tudo somos humanas!

IMG_1511790903758.jpg

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Header original da Mula com ilustrações de Inslee Haynes e Emily Donald

Mais sobre mim

foto do autor

Sapos do Ano 2017

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D