Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mães mais que [im]perfeitas

Super mãe

Para aqueles dias cinzentos em que nada corre bem, em que tudo parece difícil, em que sentes que falhaste em tudo. Lembra-te que para os teus filhos vais ser sempre a melhor mãe do mundo. O teu colo vai ser sempre o seu maior conforto e o teu beijo será sempre a cura para todos os males. Para um filho a mãe é e será sempre capaz de ultrapassar qualquer obstáculo, capaz de coisas impossíveis, capaz de coisas maravilhosas. Porque aos olhos de todos os filhos tu ÉS uma super mãe! 🖤

IMG_20181119_231150.png

Carta ao meu filho

 

 

Antes de mais OBRIGADA filho por me ensinares o verdadeiro significado da palavra AMOR. ♥️

 

No dia em que nasceste, nasceu esta mãe contigo. Uma mãe imperfeita e inexperiente, cheia de defeitos mas com uma única CERTEZA, a de tentar ser a melhor mãe possível para ti!

 

Contigo estou a aprender a palmilhar o difícil e ingrato caminho da maternidade pois quero que um dia mais tarde te tornes um ser humano digno, feliz, capaz e com valores. 

 

Se ERRO? Claro que sim! 

 

Todos os dias são um desafio para mim e para ti e todos os dias aprendemos coisas novas um com o outro. 

 

 Sei que por vezes sou injusta, que por vezes podia ser mais branda e não sou. Quero que saibas que por cada vez que te fiz chorar uma parte de mim chorou contigo. Que na maior parte das vezes a minha vontade é aninhar-te no meu colo e embalar-te. 

 

Nunca ponhas em causa o quanto te amo e o quão importante és para mim. Por vezes posso parecer distante mas se há algo que trago sempre comigo és tu e tu és a minha força e a minha razão de viver. 

 

Tu és o meu primeiro grande amor, desde a primeira vez que te senti dentro de mim. Quando ouvi o bater do teu coração, quando te vi nascer e ouvi o teu choro pela primeira vez, o primeiro sorriso, a primeira gargalhada, os primeiros passos, tu trouxeste-me as maiores alegrias da minha vida. 

 

Contigo aprendi tantas coisas e ainda tenho tanto que aprender. 

 

Obrigada pelo teu beijinho, pelo teu abraço e por todas as palavras naqueles dias em que estava prestes a desistir de tudo. 

 

Obrigada pelo teu colinho tão bom quando a mamã mais precisou. 

 

Espero que um dia olhes para a tua mãe e sintas o orgulho de mim. 

E que um dia quando estiveres a educar os teus filhos te lembres daquilo que te ensinei e que o tomes como exemplo. Aí eu saberei que a minha missão de vida foi cumprida e que te eduquei bem. 

 

Mas acima de tudo sê feliz, trava as tuas batalhas e atinge os teus objectivos. Eu estarei sempre aqui a de braços abertos a apoiar-te e a ajudar-te em tudo. 

 

Amo-te meu pequenino ♥️

 

Texto: Ana Rita Garcia

 

#maesmaisqueimperfeitas

IMG_20181112_163639.jpg

Amamentar outro bebé

amamentac3a7c3a3o.png

Tive o Francisco numa maternidade pública e partilhei o quarto com mais 7 mamãs.

Adorei a experiência e achei gratificante o facto de mães de primeira, segunda e num dos casos quarta viagem partilharem histórias e experiências que para nós mamãs naifs eram de grande valor.

Mas houve uma coisa que me marcou profundamente. Na cama em frente da minha estava uma mamã muito jovem e após 1 dia tinha o peito todo em ferida e não estava a comlnseguir amamentar a bebé dela.

Criei alguma empatia com ela pois a bebé tinha o mesmo nome que eu 😁 e a mamã parecia meio perdida.

Quando não estávamos com visitas eu ia até à cama dela e conversava-mos bastante e era evidente que a bebé tinha fome e ela estava desesperada.

Como já tinha dado mama ao meu e ele dormia ferrado, ao contrário da menina que chorava sem parar perguntei à mamã se queria que eu desse mama à bebé pelo menos até à hora da visita que a mãe lhe ia trazer o Purelan da Medela Portugal e ela disse que sim.

Peguei na menina e dei-lhe mama... Acho que de uma forma tão natural como dava ao meu e a menina pegou logo e mamou até lhe apetecer.

Foi gratificante não só poder ajudar a mamã como poder saciar a bebé que estava cheia de fominha.

Perdi o rasto à bebé e à mamã após sair da maternidade mas a cara daquela bebé a mamar vai ficar para sempre na minha memória.

#amamentarévida

Coisas de mãe

Antes de estar grávida novamente pensei várias vezes nisto!

Amo incondicionalmente o meu filho, um amor tão grande que às vezes parece que dói no peito.

Tanto pelos horários como pelo tipo de vida (ou falta de vida) que temos tenho medo de com dois não conseguir "chegar" aos dois. De um dia os meus filhos me dizerem "eu precisei de ti e não estavas lá" ou "não me dás a mesma atenção que dás ao mano".

São tantas as dúvidas e tantos os medos que eu tenho e pensamentos que me vão passando pela cabeça.

Amor, carinho e colo... Esses tenho que chegue para os dois mas e o resto?!

Quando o meu filho me pergunta "mãe quando o mano nascer vais continuar a fazer a coisa do bebé comigo depois do banho?" (após o banho eu enrolo-o na toalha como um bebé e sento-o no meu colo e estamos ali uns minutos só nos miminhos ou a falar) eu digo que sim mas explico que vão haver dias que posso estar a dar de comer ao mano ou à fazer outra coisa e vejo a tristeza nos olhos dele 😢

 

Mães de dois ou mais filhos também passaram pelo mesmo?! Contem me as vossas experiências!

Ser mãe

Vais ser mãe para toda a vida 🖤

Assinaste um contrato a tinta de sangue com a vida que geraste.

Vais protegê-lo dentro de ti, vais amá-lo sem conheceres a cara dele/a, vais sentir medo e insegurança, vais perceber que és muito mais que aquilo que pensas e capaz de muito mais do que imaginas.

Vais apaixonar-te ao primeiro olhar, vais apaixonar-te mais um bocadinho todos os dias.

Vais perceber que a palavra AMOR tem um novo significado e a vida ganha um novo fôlego e uma nova razão.

Vais aprender que ser mãe é falhar, falhar constantemente, aprender e voltar a tentar. É viver um dia de cada vez sempre a pensar no futuro, não o teu, o dele/a.

Vais deitar-me muitas vezes a sentires-te pior mãe do mundo.

Vais duvidar uma e outra vez das tuas capacidades como mãe e como mulher. E quando acordares no dia seguinte vais respirar fundo e tentar de novo.

 

A maternidade não vem com manual de instruções. Não tem uma ciência certa ou verdades absolutas. É na sua maioria instinto puro.

Ser mãe é isso uma mistura de erros com um amor incondicional e é isso que torna cada uma de nós única e "a melhor mãe do mundo" aos olhos dos nossos filhos. 👣

Texto de: Ana Rita Garcia

O meu mundo azul

42659097_1152384298243706_9031911100697804800_n.jp

 E quando toda a gente me desejava uma menina - aquela tal ideia do casal - eis que o médico anuncia a chegada de mais um menino.

A reacção do mano Pikiko - Óh...mas eu queria uma menina!

Pois é, vem a caminho um Ricardo para enriquecer a nossa vida 

 

Doação de Óvulos

Olá mamãs pensei muito antes de escrever este post.

 

É um assunto que ainda é encarado como tabu e que acho que deveria ser mais falado e mais explorado.

 

A DOAÇÃO voluntária de óvulos é um processo que começou para mim ao ver um anúncio da IVIDoa num site (não me recordo qual) é que me chamou a atenção pois durante a minha vida fui conhecendo pessoas que tinham o sonho de ser mães e nunca conseguiram. Para uma mulher, sobretudo se é da sua vontade ter filhos, é uma enorme frustração e um sentimento de impotência que tem repercussões enormes a nível psicológico.

 

Sou mãe e esse sempre foi um dos meus sonhos, e consegui! Então porque não partilhar (mesmo que de modo anónimo) e proporcionar esta alegria a alguém que tem o mesmo sonho que eu?

 

Entrei no link https://www.ividoa.pt e pedi mais informações. Foram super rápidos a ligar e a esclarecer as minhas dúvidas.

 

Marquei a minha primeira consulta e fui às instalações da IVI Lisboa onde fui super bem recebida e estou a ser super bem tratada por todos os profissionais que me estão a seguir ao longo do processo.

 

Irei aqui contar-vos passo a passo o que consiste e como estou a lidar e a fazer todo o processo desde a primeira consulta até à doação.

 

Se vos suscitou curiosidade ou querem saber mais informações estão é só clicar no link do site.

 

Como é que soube que estava grávida?

Tive aquela chamada gravidez santa com poucos enjoos e de inicio sintomas 0.

Estava a conversar com uma colega minha de trabalho sobre o almoço que "olhei para o almoço e fiquei um bocado enjoada por isso comi sopa no refeitório" e ela perguntou "oh Garcia tu não estás grávida nem nada?" a reacção foi a normal "achas claro que não! Até estou a tomar a pílula.

(não estava nos planos uma gravidez numa altura da vida em que o esponjo estava desempregado eu a ganhar pouco, a vida não estava para isso) Ela olhou para mim e riu-se.

"Ontem enjoada, hoje mal disposta. Já não tens o período à quanto tempo? "

"A última vez foi em Novembro" e caiu-me tudo... Estávamos a 6 de Janeiro de 2013 🤔 era um atraso de certeza e estava quase a vir.

"Pois Garcia é melhor fazeres o teste porque é de certeza"

 

Saí na paragem do costume e fui à farmácia comprar o tal teste - tinha o coração na boca, de todas as alturas da nossa vida para vir um filho aquela era sem dúvida a pior.

 

Cheguei a casa e tive A conversa com o esponjo, a reacção dos 2 foi de preocupação e de um pouco de desespero pois se fosse realmente verdade estávamos bem arranjados.

 

Lá esperei pela manhã e fiz o teste... Aquilo foi mais rápido que de repente as 2 linhas apareceram quase de imediato.

Não acordei o esponjo, deixei o teste na mesa de cabeceira dele e fui à minha vida.

 

Cheguei ao pé da minha colega e confirmei, claro que houve abraços e aquele "eu sabia".

 

A primeira pessoa a saber que eu estava grávida foi a minha colega Marta Mendes.

 E a vossa??

IMG_1516090843772.jpg

Header original da Mula com ilustrações de Inslee Haynes e Emily Donald

Mais sobre mim

foto do autor

Blogs Portugal

Sapos do Ano 2017

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D