Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mães mais que [im]perfeitas

A mãe (também) tem sexo

Desde o princípio dos tempos, o substantivo feminino comum "mãe" é assexuado. 

 

Não obstante perdermos a nossa identidade pessoal - ao sermos insistentemente chamadas de "mãe" nas escolas, centros de saúde e outros organismos públicos e privados - somos impelidas a corresponder a uma imagem santificada e assexuada quando entramos nos meandros da maternidade.

 

Porém, a verdade é que foi o sexo nos trouxe aqui e será o sexo que nos retirará deste papel, mais absorvente que o rolo de cozinha!

 

Nesta rubrica, A mãe (também) tem sexo, pretendemos abordar a sexualidade nas suas múltiplas vertentes, desde os desafios de viver uma sexualidade plena enquanto mulheres e enquanto mães, à forma de educarmos para uma sexualidade equilibrada e segura. 

 

Esperamos trazer-vos, de forma simples e bem humorada, textos informativos sobre este terreno por tantos explorado mas por tão poucos bem cartografado! Poderão ser dicas, reflexões, histórias pessoais e até estudos científicos em linguagem corrente. Na loucura das loucuras, faremos todo o gosto em responder a questões* dos nossos leitores, que se enquadrem neste domínio. 

 

Porque nós aqui, somos mães mais que [im]perfeitas... E como tal, (também) só podíamos falar de sexo!

 

Não percam, já na próxima quinta-feira, A mãe (também) tem sexo!, às 10 da matina!

 

 

 

* Caso tenham alguma questão que gostariam de ver respondida, podem enviar um email para vidaasfatias@gmail.com. 

9 comentários

Comentar post

Header original da Mula com ilustrações de Inslee Haynes e Emily Donald

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D